Para não perder o costume, acordamos cedo novamente e partimos até o Mirante de Los Condores para ver o nascer do sol. A expectativa era grande para ver os primeiros raios de sol do dia batendo no maciço Fitz Roy, no entanto, aquele dia amanheceu bastante nublado e não conseguimos ter a esperada visão, mesmo assim, o amanhecer lá no mirante foi muito bonito e conseguimos fazer várias fotos. O mais legal deste amanhecer foi à visão da pequena Chaltén ainda iluminada e o Cerro Fitz Roy ao fundo. Logo após o amanhecer, descermos de volta para a cidade e fomos tomar nosso café na estação rodoviária. Voltamos para o Hostel, pegamos nossas coisas que já estavam prontas para a partida e seguimos rumo ao primeiro dia completo de aventuras em Chaltén. Para iniciar a trilha até a Laguna de Los Três é necessário atravessar a cidade e assim o fizemos. São 10 km da cidade até o acampamento Poincenot, em seguida mais 2,5 km por uma terrível subida até a Laguna.

33+
Visão do Cerro Fitz Roy da trilha.

Na subida da trilha, em torno das 9 da manhã, encontramos um grupo de Brasileiros do Recife, estavam subindo sem mochilas cargueiras apenas para ir até a laguna e retornar. As trilhas até a Laguna são simplesmente espetaculares, um caminho muito bonito atravessando bosques e mirantes do Cerro Fitz Roy sempre ao fundo. Fiz vários pequenos filmes no trajeto até a Laguna. O dia estava espetacular, algumas nuvens no céu, mas não fazia muito frio e o vento estava bastante tranquilo. Chegamos ao acampamento Poincenot em torno das 14 horas, montamos nossas barracas e partimos para a subida até a Laguna de Los Três. O começo da trilha após o acampamento é fácil e plano, mas logo depois começa uma subida interminável com muitas pedras, o tempo todo dava pra ver a nossa frente às pessoas minúsculas como formigas subindo vagarosamente a montanha.

34+
Laguna de Los Três.

A Laguna de Los Três é um lugar incrível, surreal, inacreditável, um imenso lago formado pelo desgelo na base das montanhas, a visão e a sensação que temos ao chegar lá é praticamente indescritível. Ali ficamos por horas, o lugar é grande e merece ser bem explorado, no vale à esquerda vimos também à Laguna Súcia, outro lugar incrível e surpreendente. Em alguns momentos, blocos de gelo se desprendiam do alto das montanhas e caiam vale adentro fazendo um estrondo que mais parecia trovões. Uma pena que durante todo tempo que estávamos neste lugar, nuvens cobriam o topo do Cerro Fitz Roy e não conseguimos fazer uma foto sequer pegando toda montanha.

Fizemos várias fotos pulando sobre algumas pedras no topo da montanha que davam a impressão de estamos pulando num abismo, alguns aventureiros que estavam lá ficavam nos olhando perplexos, eles devem estar pensando: – O que esses loucos estão fazendo? Neste lugar aconteceu outra situação muito engraçada da viagem. Quando estávamos indo embora, chegou um rapaz ofegante pedindo para nós fazermos uma foto dele, prontamente peguei a câmera dele e tentei me colocar pela melhor posição solar para fazer uma boa foto do vivente naquele lugar, porém, à medida que eu descia pelas pedras para me posicionar, ele descia também, e como ele falava apenas inglês eu não conseguia dizer para ele ficar parado ali, até que o Paulo exclamou: – “Stay Here!”, e mais uma palavra do nosso vocabulário que não posso citar aqui. Depois que nos acertamos na comunicação fiz a foto para o Israelense que foi embora feliz. Aí chegou a nossa vez de nos divertir com o fato, descemos praticamente até o acampamento rindo muito do ocorrido, da forma como ele corria nas pedras para se posicionar pra foto.

35+
Acampamento Poincenot.

Vimos o por do sol deste dia lá debaixo do acampamento, enquanto contemplava bateu aquela saudade de alguém especial a qual escrevi seu nome com pequenas pedras.

Transcrição do diário da viagem por: Cristiano da Cruz e Paulo Adair Manjabosco

Data do Relato: 15 a 30/03/2014

Texto e Fotos: Cristiano Da Cruz

11021070_10204793054479848_9021972409366032381_n

Contato: www.indiadabuena.com.br

Deixe Um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *