Esta região tem certa semelhança com a de Serranópolis da coluna anterior, devido às presenças dos bucólicos ambientes rurais e das ancestrais pinturas rupestres. Porém, de forma singular, ela abriga um pequeno e precioso parque natural.

A região de Alcinópolis é ao mesmo tempo recente e antiga. Seu povoamento moderno começou pelo fazendeiro Alcino Carneiro (daí o seu nome) e só se tornou município quase vinte anos depois.

Mas a região era atravessada por tribos indígenas nômades há mais de 10 mil anos, como atestam suas inúmeras inscrições rupestres. Teriam sido paleo-índios caiapó, cadwel e bororo.

Situada no norte do MS, fica próxima de MT e de GO. Não tão distante do Pantanal, é bem baixa, com uma altitude de apenas 440m – prepare-se então para aquele clima tropical quente e abafado.

Anta Jovem na Serra do Bom Jardim, Alcinópolis, MS

Seu relevo apresenta chapadões e escarpas compostos por arenitos basálticos. Recoberta originalmente pelo cerrado arbóreo, é principalmente uma região de pecuária, portanto pouco povoada.

Sua bacia hidrográfica pertence ao Taquari, afluente do Paraguai. O Taquari é dos mais importantes rios do Pantanal. Seu leito sofre um intenso assoreamento e seu delta é único e gigantesco. É um dos maiores do planeta, ocupando 1/3 da área do Pantanal brasileiro.

Vale lembrar que os rios do oeste do MS correm na direção das terras baixas do Pantanal e são afluentes do Paraguai, único curso que drena todo este território.

Este resumo não parece garantir a Alcinópolis uma situação favorável em termos de ecoturismo, não fosse pela presença de alguns sítios especiais.

Serra do Bom Jardim, Alcinópolis, MS

A Serra do Bom Jardim é uma bela formação em arenito avermelhado, suas encostas onduladas erguendo-se acima das verdes pastagens à sua volta. Situada 38 km a norte da vila, nela foi criada um Monumento Natural com 6 mil ha, que é o diferencial da região.

Parque Municipal Templo dos Pilares, Alcinópolis, MS

Monumentos Naturais são unidades de conservação onde é possível manter o uso da terra por seus proprietários. Alguns exemplos são o Pão de Açúcar (RJ) e a Pedra do Baú (SP), além dos incríveis pontões de escalada em Pancas (ES).

Pois no interior desta serra existe um parque municipal de meros 100 ha. É o formidável Templo dos Pilares, uma espécie de anfiteatro natural formado por grandes pilares de arenito decorados com variadas pinturas e gravuras rupestres.

Inscrições Rupestres, Parque Municipal Templo dos Pilares, Alcinópolis, MS

Seu estilo é eclético, contendo grafismos geométricos e abstratos até hoje difíceis de decifrar. O acesso é rápido, pela proximidade da estrada que sobe a serra.

Mas há outras razões para tornar a Serra do Bom Jardim um local interessante: a existência de trilhas cênicas. Elas são favorecidas pela altitude de 640m da serra, que permite um razoável desnível com os campos, que estão 200m abaixo.

Trilha Mirante do Pôr do Sol, Parque Municipal Templo dos Pilares, Alcinópolis, MS

Quando a visitei, a única aberta à visitação era a Trilha do Pôr do Sol, com modestos ½ km através das rochas da parede serrana. Há outras, também pequenas, com extensão de até 2 km, como as do Alto da Serra e da Rede d´Água. A Trilha Pata da Onça percorre as terras altas da unidade e tem apreciáveis 6 km.

Gruta do Barro Branco, Alcinópolis, MS

Os povos primitivos provavelmente percorriam em sucessão dois outros locais: o Pitoco e o Barro Branco, respectivamente a 12 e 14 km da vila, a sudeste e leste. São grutas decoradas com pinturas rupestres e com belas vistas do tranquilo panorama do relevo regional.

Curiosamente, se você avançar a sul ou a oeste, não encontrará vestígios, pois estas direções não pertenciam à rota dos índios. No futuro, UCs poderão ser criadas nestes sítios, formando uma espécie de percurso tanto histórico como ecológico.

Gruta do Pitoco, Alcinópolis, MS

Gostaria de lembrar que um dos caminhos para chegar a Alcinópolis contorna o PN das Emas, motivo de uma coluna anterior.

O PE Nascentes do Taquari fica nas proximidades, no município vizinho de Costa Rica. Ele abriga o Cânion do Engano, que até hoje não foi organizado para a visitação.

Este não é um fato raro no MS. Existem do Estado cerca de meia dúzia de Parques Estaduais, dos quais apenas três com tamanho razoável (os demais são tão pequenos que parecem parques urbanos):

PE Várzeas do Rio Ivinhema 73.350ha PE Nascentes do Taquari 30.600ha PE Pantanal do Rio Negro 78.300ha

Nenhuma destas unidades foi ainda estruturada para visitação. Quem sabe o sucesso deste pequeno Parque de Alcinópolis possa servir de modelo e inspiração para a organização das demais reservas.

Origem: https://altamontanha.com/alcinopolis-e-o-templo-dos-pilares/