Um local perfeito para quem procura paz, sons apenas do vento entre as árvores e do canto de liberdade dos pássaros. Localizado na cidade de Veranópolis, o Pico do Monte Claro é uma propriedade particular do José Carlos (mais conhecido e chamado como Zéca). 

Em um topo de um morro, a localização é fácil de se encontrar e a vista linda de encantar. Seu Zéca cobra apenas R$10,00 por pessoa para entrar e R$15,00 para acampar.

Como chegar

Há algumas opções fáceis, pode entrar em contato com Zéca pelo número (51) 98012-6411 ou pelo Instagram @monte_claro_vereanopolis.

Para acessar a estrada correta, é preciso estar atento pois é fácil de ser confundida com uma entrada sem saída (que na verdade levará para uma garagem de uma casa). Caso isso aconteça, é possível fazer o retorno logo mais a frente.

Você não precisa ter ainda chegado no Pico do Monte Claro para desfrutar de uma linda paisagem! No caminho, você irá encontrar cenários lindos como esse: 

Mas, para quem gosta de aventura e não tem um carro 4×4 e frio na barriga, há um pequeno desafio: Subir o morro com pedras soltas e cascalho. Um morro após outro, sem parar, até chegar e agradecer por não ter desistido e se maravilhar com o que vai encontrar! Ou, se ainda preferir, pode caminhar mais de 8km de subida de morro kkkk.

Ao chegar, você verá um portão de madeira com placas descrevendo as regras de funcionamento. Caso Zéca não tenha visto, os seus vários cachorros terão sinalizado que alguém chegou.

Após deixar o carro onde Zéca indica, caminhamos entre um vale verde aberto por onde passa uma torre e a criação de animais que ele cuida.

Todo o caminho a seguir é sinalizado através da estrada de chão. Caminhamos por esta linda estrada verde que nos levará para o topo do morro. Este caminho me fez perceber como não precisamos chegar no destino final para nos darmos conta da magia e da beleza da estrada.

Você continuará caminhando por um túnel repleto de árvores enormes, mas agora terá a vista de 360°.

Indo para esquerda ou caminhando para a direita é possível ver toda a beleza da natureza.

Ali, é também possível avistar a ponte da Ferrovia Tronco Principal Sul (TPS), próximo à Usina Hidrelétrica Monte Claro. Nesta hora nos damos conta de quanto estávamos em um local realmente muito alto.

Na estrutura é disponibilizado um banheiro ecológico (não me pergunte como funciona), lixeiras, estacionamento aberto, quiosque, banquinhos de madeira e aqueles balanços dos sonhos. Zéca também faz a venda de lenhas na propriedade. 

É um lindo local para apreciar a paisagem de onde você estiver! Seja mais a frente ou no início, você pode contemplar. Local perfeito para fazer uma foto panorâmica (só lembramos disso quando começou a chover e tivemos que retornar… mas ficará para a próxima visita!).

Uma das principais características que me marcou e caracterizou este lugar é que a beleza da natureza é vista em todas as direções. Você pode olhar para frente, para os lados e até para cima que irá encontrar.

Trilhas conectam pessoas

É importante ressaltar a importância de estar atento às sinalizações com as placas indicando que não se pode ultrapassar aquele limite pois o perigo de queda é alto. Mas não precisa ficar triste e nem preocupado porque há uma grande área que você pode ficar e aproveitar sem correr riscos.

É possível acampar entre as árvores que estão dispostas nas laterais da estrada. Se você preferir acampar em campo aberto, também há esta opção, basta seguir a estradinha até quase o final do morro e verá esta parte com um pouco mais de grama, porém, mais ao final do morro não é tão plana quanto a anterior, que contém as árvores.

Se você, como eu, gosta de fazer uma fogueira à noite e aproveitar aquele calor gostoso enquanto admira o fogo e a beleza das estrelas, há locais propícios para essa prática maior.

Foi a minha primeira experiência e dos meus amigos, Éder e Fernanda a andarmos nesse tipo de balanço. É um momento de juntarmos a alegria de uma criança com a coragem de um adulto. Não parece… mas fica um frio na barriga quando olhamos para baixo e vemos as casinhas minúsculas lá embaixo. Porém, não há palavras que compense o sentimento de liberdade desse momento.

Mais um motivo para retornar ao Pico do Monte Claro são as várias opções desses ‘’balanços mágicos’’ (não se há um nome para ele, mas batizei assim.. rs), no local há inúmeros espalhados pelo monte, assim, podendo aproveitar de diversas formas a sensação de liberdade e a paisagem, de uma forma divertida e leve. 

Tivemos que retornar mais cedo devido a grande ameaça de chuva e as gotas finas que já começaram a cair. Mas a sensação de liberdade que esse lugar proporciona permaneceu.

No retorno, não conseguimos pegar o mesmo caminho de ida pelo Waze e utilizamos o Google Maps. Retornamos por um caminho diferente, passando por uma estrada entre propriedades particulares. É importante ir com calma nesta parte do trajeto, devido a quantidade de animais soltos que ficam no meio da estrada e dos trabalhadores rurais que as vezes cruzam a via.

Seguimos até chegarmos à Usina Hidrelétrica Monte Claro. Um bom local para fazer uma parada e aproveitar a vista. Há um local para deixar o carro entre as árvores e fazer uma pequena pausa com os pés na grama com sombra.

Dali, é possível avistar os trilhos de trem na ponte da (TPS) e que levam para o túnel. Se você olhar o morro acima da Usina Hidrelétrica, irá enxergar o morro onde está localizado o Pico do Monte Claro. Um morro com algumas árvores e uma parede de pedra à vista.

Caminhando na na ponte sobre os trilhos em direção ao túnel em Y, você também pode apreciar a beleza da mãe natureza. Neste local, é importante tomar cuidado devido às muitas pedras soltas e lembrar que é um túnel ainda ativo. Há um pequeno observatório (refúgio) no meio da ponte, porém não está 100% conservado e também exige cuidado.

Enquanto retornávamos à Farroupilha, a vontade  de voltar ao Pico do Monte Claro já era grande. Uma experiência que vale ser repetida inúmeras vezes e ainda mais em dias com o céu claro e limpo, possibilitando ver o nascer e o pôr do sol. Voltarei, sem dúvidas!

A Travessia do Sítio à Monte Claro

A travessia oficial tem seu início a poucos metros do Rio Jaboticaba, afluente do Rio das Antas que por sua vez tem um enorme potencial em geração de energia. Um grande atrativo do Rio das Antas é a Ponte Ernesto Dornelles que divide Veranópolis de Bento Gonçalves e é considerada a maior do mundo em arcos paralelos.. Clique aqui para continuar lendo.

(Visited 4.560 times, 36 visits today)

6 Comentários de

  1. Fernanda Andelieri 19/12/2020 no 10:41

    Amei esse passeio, Marina! Descreveu mt bem a alegria e a leveza de visitar um lugar lindo como esse. Sensacional!

    Responder
    1. Quelen 19/12/2020 no 12:42

      Essa descrição despertou em mim uma graaaaaade vontade de conhecer esse local! Também quero ter essa sensação de liberdade 🙂♥️💜

      Responder
  2. Saionara A. Rech 19/12/2020 no 12:45

    Que lugar lindo!!!! Ótima descrição, vivi a aventura lendo. Vou querer conhecer!!! Show 😍😍😍

    Responder
  3. Marcio Vargas 27/04/2021 no 14:10

    Pessoal, um acesso muito mais facil e quase todo asfaltado é pela cidade de Veranópolis. Roda-se uns kms a mais do que entrando pelo acesso a usina, mas para quem tem “pena” do auto vale a pena.

    Responder
    1. Marina Bastos 05/05/2021 no 11:24

      Oi Marcio! Muuito grata por compartilhar essa informação!! Realmente muitas pessoas procuram esta opção que você citou!

      Responder
  4. Pingback: Embarcamos com a Sol de Indiada para XII Travessia Borda dos Cânions

Deixe Um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *